Passadiços de Sistelo

Porque existem artigos que Quinta Lamosa Ecoturismo recomenda, ” Espírito Viajante”

Sistelo, em Arcos de Valdevez, é um dos mais belos paraísos de Portugal. Trata-se de uma paisagem cultural ímpar que resultou da harmoniosa interacção do homem com o território. Ao longo dos séculos, os agricultores da aldeia moldaram as vertentes através da construção de socalcos vencendo a barreira natural dos declives. Desta forma, foi possível aumentar o espaço agrícola para o cultivo.

As características únicas desta região, foram determinantes para que Sistelo fosse eleita como uma das 7 Maravilhas de Portugal na categoria de Aldeia Rural e lhe fosse atribuída a designação de Pequeno Tibete português.

Recentemente, foi inaugurado o Trilho dos Passadiços, um percurso que nos conduz às margens do Rio Vez a partir de Sistelo. São apenas 2km, mas aqui, os trilhos e a natureza estão em perfeita harmonia. Para quem quer fazer os Passadiços, escrevi este artigo com todas as dicas necessárias.

Como fazer o Trilho dos Passadiços de Sistelo?
O Trilho dos Passadiços tem um formato em laço e começa na aldeia de Sistelo, junto ao cruzeiro. Ali ao lado, está a placa sinalética do trilho que corresponde à sigla PR25. As primeiras centenas de metros caracterizam-se por uma descida acentuada onde caminhamos sobre a calçada antiga que nos transporta para o período medieval. Os campos agrícolas e a presença de gado são elementos que muito valorizam a paisagem do percurso.
Chegados à ponte sobre o Vez, depois de passarmos pela Capela do Sr. dos Aflitos, encontramos a Zona Fluvial de Lazer de Sistelo, onde uma pequena represa acumula as águas do rio e nos oferece um brilhante espelho de água. É também neste local que começam os passadiços, estruturas em madeira que nos levam ao longo da margem do Vez sob a sombra refrescante do arvoredo rústico
Findos os passadiços, entramos no trilho de pé posto coberto por vinhas em ramada até alcançarmos a ponte oitocentista de Sistelo. Atravessando o Vez, o percurso segue numa subida íngreme em direção à aldeia pela calçada onde ainda são visíveis os rodados dos carros de bois.

Fica aqui a sugestão de um excelente destino para quem procura paisagens deslumbrantes e actividades no meio da natureza.

Fonte: Blog de viagens Espírito Viajante

Pin It on Pinterest

Share This
%d bloggers like this: