TURISMO RESPONSÁVEL E SUSTENTÁVEL

QUINTA LAMOSA ECOTURISMO

A Quinta da Lamosa Agroturismo é uma quinta ecofriendly e um exemplo de turismo sustentável. Ao entrar na propriedade, a paz e a tranquilidade fazem-se sentir nas profundezas do ser. O chilrear dos pássaros e o som da água translúcida a correr pela propriedade são as primeiras impressões que saltam, mais que à vista, ao coração.

A Quinta da Lamosa situa-se na freguesia de Gondoriz, em Arcos de Valdevez, à porta do Parque Nacional da Peneda-Gerês e encontra-se perfeitamente encaixada no meio ambiente. E como a natureza é o pulmão do mundo, os proprietários João Pedro e Carla Serôdio conceberam um pequeno paraíso, onde construíram quatro casas relativamente isoladas e rodeadas por um bonito jardim verde com cheiro a primavera. A Quinta da Lamosa é, sem dúvida, mais do que um espaço de ecoturismo, uma de fonte de inspiração.

A propriedade está rodeada por um hectare de vegetação, onde planam as casas de madeira designadas como A Casa da Corte, a Casa do Espigueiro 1, a Casa do Espigueiro 2 e a Casa da Árvore. Esta última, envolvida numa mata verde de carvalhos, com uma ponte de madeira sob um pequeno riacho, que dá a sensação de plena comunhão com a natureza: “Todas as casas foram construídas em madeira precisamente pela questão do ecoturismo”, refere, com orgulho, o proprietário.

O jardim arborizado salta à vista até dos mais distraídos. A Quinta da Lamosa está rodeada de árvores de fruto. Framboesas, mirtilos, morangos, castanhas e, em breve, limões, são as plantações do proprietário para “tornar a quinta ainda mais autossustentável”, refere.

Com as temperaturas que já se começam a fazer sentir, os hóspedes podem refrescar-se na piscina de água salgada que, por questões ecológicas, está livre de produtos químicos. Nos terrenos da propriedade, não são usados pesticidas e o proprietário contou-nos, ainda, que a água é proveniente de nascentes e que utiliza painéis solares para o aquecimento das águas: “Ao estarmos inseridos na paisagem do Parque Nacional da Peneda-Gerês, achamos por bem ser autossuficiente, dentro das nossas possibilidades”, afirma João Serôdio que explica que os próprios hóspedes, em particular os estrangeiros, demonstram preocupação ambiental e consciencialização ecológica.

DESLIGUE DA CORRENTE E LIGUE-SE À NATUREZA

Para além de poderem apreciar os cenários emblemáticos, os visitantes podem realizar várias atividades, nomeadamente, fazer trilhos pela natureza (a pé e/ou de bicicleta), passeios a cavalo e desportos náuticos, como o padel e a canoagem.

FONTE :CORPORATMAGAZINE

Share This
%d bloggers like this: